Buscar
  • Ana Alencar

Florianópolis, 29 de Agosto de 1987 às 21:50h

Neste ano...

Discos mais vendidos na época:

Bon Jovi, Legião Urbana, Chris DeBurh Campeões do Ano:

Flamengo e Sport Club do Recife

Nelson Piquet Noticias:

Pânico nas bolsas: A bolsa de NY leva pânico ao mundo capitalista. Mas o crash de 1929 não se repete. Era apenas o fim da era Reagan.

Guerra santa movida pelo ódio: O Irá transforma-se num país movido pelo ódio, fanatismo e sangue, graças a um líder louco: Aiatolá Khomeiny. A juventude do irá é sacrificada na guerra contra o Iraque. Morria... Carlos Drumond de Andrade, Clementina de Jesus, Frad Astaire e Almir José da Silva (vulgo Bodinho - meu tio). Um dia antes... Estava marcado o dia que eu nasceria dia 28/09/1987, meus pais não sabiam se eu era menino, ou menina, não sabiam como eu seria, sabiam apenas que me amavam. Mas tinha uma pessoa que sabia que eu era menina, ele sempre dizia para meus pais que seria uma menina, meu pai batia no peito que dessa vez era um menino... faltava poucas horas para um dos dias mais infeliz e feliz de toda a família. Ainda neste dia, meu tio bodinho avisou a todos que infelizmente não iria ver eu nascer, que iria fazer uma longa viagem e achava que não retornaria. Minha avó, minha mãe questionaram "vai para onde? Sem dinheiro? Como assim?", Ele apenas disse que não sabia ainda. E ele estava certo, neste dia ele partiu, partiu para nunca mais voltar, morreu nos braços do meu pai, minha mãe e toda família ficaram sem chão, tão novo, tão bonito. Minha mãe não teve condições de ir para maternidade, ficou ao lado dele para dar o ultimo adeus. Sendo assim, no dia 29 minha mãe ainda bem abalada, foi tomar banho e percebeu que estava sangrando, após insistência ela entrou no fusca do meu padrinho e #partiumaternidade, acredito que tenha sido uma loucura emocional para ela e para todos, no caminho estourei a bolsa (hihihihi) até que ela chegou na maternidade Carmela Dutra e cheguei ao mundo através de uma cesárea. Meus familiares se apegaram a mim, porque nasci em um momento de dor, trazendo muito amor naquele momento delicado e inesquecível.

Me chamo Ana Claudia de Oliveira, emprestei o Alencar do meu esposo <3 para compartilhar com vocês minhas histórias, minhas idéias, meus personagens, minhas experiencias, minhas poesias, meus amores e minhas flores.




12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo