Buscar
  • Ana Alencar

Quando eu fui babaca

Esta é uma carta aberta sobre um pouco do meu passado, ele moreno claro, inteligência fora do comum, sabia cozinhar, falar outros idiomas, escrevia como ninguém e tinha todo amor do mundo para me entregar, mas eu não quis.

Se teve uma pessoa que gostou de mim, foi ele.. engraçado que sempre procuramos o amor dos sonhos e como temos a oportunidade de tê-lo desperdiçamos.

Era inicio de 2007, com o fim do meu primeiro namoro consegui meu primeiro emprego, de telemarketing, fazia cobrança para o banco do brasil, sem dúvida foi a profissão mais estressante que exerci, mas também foi o lugar que mais conheci pessoas incríveis.

Certo dia, eu loguei para trabalhar (como todo dia) e ao abrir o correio de mensagens, tinha uma mensagem de alguém desconhecido me falando coisas bonitas, na verdade disse que eu era bonita rsrs, lembro de ter agradecido, e questionado já me armando (eu não sei receber elogios, uma vez quase quebrei o telefone por receber uma tele mensagem), e ai ele disse que pegava ônibus comigo, sentava ao meu lado ou próximo de mim, não me lembro com riqueza de detalhes a conversa, mas lembro que fomos conversando, e ficamos amigos.. .

Ele sempre me trazia chocolate, me contava sobre sua história e certo dia indo embora um beijo aconteceu e foi aí que eu estraguei tudo!! Quando eu retribui o beijo, foi estranho, eu não estava tão envolvida quanto achei que estava e eu não soube explicar isso na época, eu só soube ser bem babaca me afastar, sem explicar direito, nem eu sabia direito o que tinha acontecido...

E ele precisava de uma explicação e eu não dei, em Novembro do mesmo ano, comecei a namorar e fui mais babaca ainda... eu fugia de cruzar com ele, e ele tinha todo sentimento do mundo, poderia ser meu melhor amigo e eu era cada vez mais babaca com ele..

Ele me escrevia e-mails, me contava tudo que vivia e eu passei anos ignorando, eu gostava de ler, saber dele, mas eu era babaca e o ignorava.

Até que anos depois resolvi responder, conversamos e eu voltei a ser babaca... eu tinha terminado meu relacionamento, me deixei envolver e acho que no fundo eu queria reparar o passado, nos encontramos na praça, nos beijamos algumas vezes, desta vez foi bom, bem bom... mas eu mais uma vez estreguei tudo, voltei com meu namorado e mais uma vez fui babaca.

Lembro que tentei explicar e resolver as coisas, mas era em vão, eu usei do meu momento de fragilidade me confortando onde eu tinha afeto, um afeto diferente que nunca ninguém teve por mim.

Sabe o que é a pessoa querer casar com você te levar aos céus e você friamente dizer "não", foi praticamente isso.

Me senti péssima muitas vezes, e até demorei escrever aqui sobre isso, justamente porque entendo todos meus erros, eu poderia ao menos não ter sido babaca.

Lembro que finalizamos a conversa sem se entender.. mas eu disse "um dia vou te encontrar na rua e vamos conversar", eis que uma dia isso aconteceu, anos depois encontro quem na rua? Ele mesmo rsrs

Sentamos conversamos, atualizamos as andanças dos últimos anos e nos desculpamos.

Mas não ficamos melhores amigos, eu fugi dessa amizade, eu estreguei tudo lá atrás...

Nossas escolhas foram em caminhos opostos, ele continua cozinhando, cuidando da sobrinha, do cachorro, continua sendo quem sempre foi, eu até tentei uma amizade, conversamos muitas vezes depois, sobre várias coisas, eu gosto muito dele, acho ele divertido, mas nas ultimas conversas colocamos mais alguns pingos nos i que faltavam e ele disse que costumava separar os momentos da vida em caixas, eu estava na caixa de 2007, mas sempre teimo em sair, eu compreendi isso, entendi que eu continuava sendo babaca, e forçando uma amizade que não tem mais possibilidade de ser.

Não mais nos falamos... e só agora consegui escrever sobre isso.


Obrigada por tanto sentimento, eu não senti o bastante para retribuir, mas entendi que eu não precisava ter sido tão babaca... esteja feliz onde estiver.


Na vida temos que reconhecer nossos erros, aceitar nossas falhas, aprender a nos perdoar e ser melhor após isso..




18 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo